América do Sul,  Brasil,  Rio Grande do Sul,  Roteiros,  Serra Gaúcha,  Viagens

Roteiro Serra Gaúcha – 7 dias inesquecíveis

Spread the love

Esse roteiro é pra você que ainda não conhece as cidades da Serra Gaúcha. Também é pra você que já conhece, mas que deseja ter uma perspectiva diferente da região.

Serra Gaúcha, região Sul do Brasil, aquele lugar perfeito para uma viagem, independente da época do ano. Seja no verão, na primavera, durante o outono ou até mesmo no inverno, são diversas as possibilidades e atrações.

A minha visita à região foi durante o outono, o que me rendeu belíssimas paisagens, inúmeras fotografias e lindos momentos na minha bagagem de memórias.

Aqui vou detalhar como planejei minha viagem pelas cidades da Serra Gaúcha e algumas dicas para que você consiga conhecer muitos lugares especiais das cidades que passei.


Cidades da Serra Gaúcha

Roteiro: Novo Hamburgo, Nova Petrópolis, Gramado, Bento Gonçalves, Carlos Barbosa, Garibaldi, Canela, Pinto Bandeira e Três Coroas

Um roteiro sobre a minha ótica de uma parte Região Sul do Brasil, e que me rendeu 7 dias maravilhosos e intensos, passando por 9 cidades da Serra Gaúcha, repletas de belíssimas paisagens!

 
Dia 1 – Porto Alegre x Gramado (Chegada)
Chegando a Porto Alegre, minha primeira parada foi na loja da Foco – Aluguel de Carros.

Realizei minha reserva pelo parceiro RentCars (precisando de locação de carros? Aqui tem RentCars) com antecedência através do site e garanti um ótimo preço para 5 diárias.

Cidades da Serra Gaúcha: roteiro de sete dias
Alugando um carro pela Foco, existe uma van na saída do aeroporto para se dirigir até a loja, que fica nas proximidades.

Para ir de Porto Alegre a Gramado, deixo 2 opções:

BR 116 + RS 239 + RS 115: Caminho seguindo em direção a cidade de Taquara, sendo este o mais rápido percurso.

É importante ter atenção em períodos com picos de trânsito nestas rodovias e também em situações de neblina.

Rota Romântica – BR 116 + RS 235: Denominada de “Rota Romântica”, este é um caminho mais bonito, com lindas paisagens, cidadezinhas no estilo alemão e ótimas opções de paradas para admirar e registrar o que de melhor a natureza da região tem a oferecer.

Seguindo por esta rota, você pode passar e parar em Nova Petrópolis, e assim fazer o Tour Alemão por conta própria (mais a frente vou explicar um pouco dele).

Novo Hamburgo:

Carro retirado na locadora de carros, rumo às demais cidades da Serra Gaúcha, a parada seguinte seria Novo Hamburgo, que é destaque quando o assunto é a história da imigração Alemã e que se tornou o pólo nacional da indústria de calçados. Lá, inclui no meu roteiro o Fashion Outlet Iguatemi Novo Hamburgo e parei para conhecer o espaço, os serviços e lojas disponíveis.

Para quem gosta de Outlets e deseja adquirir roupas de frio, o local poderá ser uma boa oportunidade. Eu quis parar mesmo apenas para conhecer, já que era fazia parte do trajeto
Porto Alegre x Gramado.

Cidades da Serra Gaúcha: roteiro de sete dias
Pausa para um sorvetinho no Fashion Outlet Iguatemi Novo Hamburgo

Nova Petrópolis:

Depois de conhecer o Outlet de Novo Hamburgo, um “pit-stop” rápido em Nova Petrópolis, a cidade do famoso Tour de Compras ou Tour Alemão, um passeio disponível pela região.

Em Nova Petrópolis conheci a rua Coberta da cidade, o Parque Aldeia do Imigrante, e também o Labirinto verde, similar ao Labirinto do Parque Amantikir em Campos do Jordão – SP, mas com o formato de um círculo ao invés de quadrado.

 

Gramado – Pizzaria Cara de Mau

A primeira noite pelas cidades da Serra Gaúcha foi rápida e animada. O dia seguinte estava reservado para Bento Gonçalves, e partíamos cedinho. Mas nem por isso deixamos de otimizar o tempo e aproveitar o final da noite. E nossa escolha foi a Pizzaria Temática de Piratas Cara de Mau.

Um ambiente super descontraído, autêntico e com um excelente atendimento, torna a experiência de comer uma pizza ainda melhor.

No local, são oferecidos mais de 80 sabores de pizza no esquema de rodízio oferecido pela casa, que possui também excelentes vinhos para degustação, música boa e muita animação, que fica por conta dos garçons que se vestem de piratas e agitam a noite dos visitantes.

O rodízio temático da Pizzaria Cara de Mau pode ser adquirido através do site Laçador de Ofertas, que é uma das dicas que vou compartilhar do roteiro completo pelas cidades da Serra Gaúcha.

 

Catedral de São Pedro

Seja durante o dia ou a noite, um dos charmes da cidade de Gramado é a Catedral de São Pedro.

Localizada na avenida principal (Av. Borges de Medeiros), a Catedral de São Pedro teve sua arquitetura inspirada no estilo romano e levou aproximadamente 8 anos para ser construída. Em sua estrutura de 860 metros de altura, foram utilizadas 78 mil pedra basálticas, vitrais sacros pintados por um artista alemão, além do sino de bronze, aço e estanho que pesa cerca de 1.000 quilos.

Em 1942, foi inaugurada a Igreja Matriz de São Pedro, quando ainda era uma pequena capela de madeira. Um ano depois, iniciou-se a construção da Igreja que hoje é um dos pontos turísticos mais visitados da cidade de Gramado.

 

Cidades da Serra Gaúcha: roteiro de sete dias
A Catedral de São Pedro toda iluminada: Linda demais

Dia 2 – Bento Gonçalves:

Que cidadezinha gostosa!

A minha paixão por Bento já iniciou com a hospedagem. Foi no Airbnb que encontrei o “Pedacinho do Mundo”, um apartamento super aconchegante e autêntico no bairro de Verona, propriedade da fofíssima Morgana, e que foi uma excelente anfitriã.

 

Maria Fumaça – Carlos Barbosa x Garibaldi x Bento Gonçalves

A minha primeira experiência de viagem em uma Maria Fumaça!

Sempre tive vontade de conhecer o passeio de uma Maria Fumaça e ter essa oportunidade na Serra Gaúcha me deixou super animada, logo quando defini o destino da minha viagem de férias (em breve, um post contando como defino os meus destinos de férias).

Sendo um dos passeios mais procurados para quem visita Gramado e Canela, a Maria Fumaça da Serra Gaúcha realiza o trajeto entre as cidades de Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, passando também por Garibaldi com degustação de vinhos da vinícola de nome desta própria cidade e oferece uma volta ao passado contando um pouco da história da imigração Italiana até a região.

A atração, que percorre 20 quilômetros mantendo viva a cultura ferroviária e as tradições dos imigrantes que colonizaram a Região Uva e Vinho, é administrada pelo Grupo Giordani desde 1992 e só em 2017 recebeu 340 mil passageiros (Dados da assessoria de impressa do grupo Giordani).

Para realização do passeio, são oferecidas duas opções de percurso:

Opção 1 – Trajeto iniciando em Bento Gonçalves, passando pela estação na cidade de Garibaldi e terminando em  Carlos Barbosa, cidade onde localiza-se a fábrica da Tramontina e também da Chandon.

Opção 2 – Trajeto iniciando em Bento Gonçalves de ônibus até a cidade de Carlos Barbosa, com embarque no Maria Fumaça sendo realizado em Carlos Barbosa, passando pela cidade de Garibaldi e finalizando em Bento Gonçalves. Este trajeto, é exclusivo para percursos adquiridos após as 14h.

Durante os 90 minutos de passeio, os passageiros são embalados com muita música e animação. Enquanto o trem realiza a viagem, imigrantes Italianos convidam os turistas a dançarem e a cantarem músicas clássicas Italianas e gaúchas.

As degustações do passeio, são realizadas na estação de Bento Gonçalves, onde são servidos suco de uva branco e vinho, e na parada em Garibaldi, com suco de uva tinto e espumante.

Durante o trajeto a locomotiva é acesa com lenha e o fogo é mantido por 800kg de briquete (serragem compactada) e 4 mil litros de água, captados de forma sustentável através de sistema pluvial construído pela Giordani, que é a empresa responsável pela operação do tradicional passeio. Cada vagão puxado pela locomotiva, na maioria das viagens são seis, pesa 30 toneladas. Se somados, locomotiva e vagões, a Maria Fumaça pesa aproximadamente 260 toneladas e é capaz de andar a uma velocidade que varia entre 20 e 30 km/h (Dados da assessoria de impressa do grupo Giordani).

O passeio na Maria Fumaça pode ser realizado em qualquer período do ano. Valores e horários sofrem alterações na alta e baixa temporada, e mais informações podem ser obtidas através do site www.giordaniturismo.com.br .

Para realização do passeio e aquisição de ingressos, o Grupo Giordani oferece diversas opções de tour, e todos podem ser consultados no próprio site.

Dica: Quando for realizar a troca do seu voucher na estação de Bento Gonçalves, solicite que seu assento seja do lado direito do vagão para conseguir fotografar a curva que a Maria Fumaça faz na ponta que passa sobre a rodovia presente no trajeto. Rende uma belíssima foto!!!

Cidades da Serra Gaúcha: roteiro de sete dias

 

Vale dos Vinhedos

Paixão a primeira vista!

Impossível não amar esse lugar, que é um dos pedaços mais visitados e especiais entre todas as cidades da Serra Gaúcha. O vale dos vinhedos é o recanto do Enoturismo do Brasil e concentra mais de 30 vinícolas, que vão de produções familiares até grandes grupos com referências nacionais e internacionais.

São tantas boas possibilidades na hora de fazer uma visita guiada, que é preciso estabelecer um foco ou chegar cedo na região, caso você deseje visitar mais de uma vinícola, já que cada uma possui particularidades em seus horários de funcionamento ao visitante.

Na região, recomendo para visita a Casa Valduga, o grupo Miolo e um tour guiado à magnífica Cave de Pedra.

Conheci o Vale dos Vinhedos por conta própria e fui até lá com o carro alugado pela RentCars. Mas se você não vai alugar um carro, pode conhecer também a região adquirindo um passeio com transfer (Para informações, acesse aqui).

Cidades da Serra Gaúcha: roteiro de sete dias

 

Cidades da Serra Gaúcha: roteiro de sete dias

 

Dentre as inúmeras vinícolas, só consegui fazer o tour guiado na Cave de Pedra, que possui arquitetura no estilo medieval e tem como objetivo propor uma experiência diferenciada aos seus visitantes.

Cidades da Serra Gaúcha: roteiro de sete dias

Com um tour iniciado pelas torres do castelo, os visitantes são convidados a conhecer um pouco da história da vinícola e do processo de produção dos vinhos e espumantes, a partir da breve demonstração da linha de produtos, seguindo pela degustação na região dos vinhedos, espaço de eventos e caves subterrâneas.

Nas caves, ficam armazenadas as barricas de carvalho que são utilizadas no processo de amadurecimento dos vinhos e as garrafas que mantêm os espumantes em um longo e tradicional método de produção.

Com o objetivo de manter exclusividade no tour, as visitas à vinícola podem ser realizadas sem agendamento prévio para até 10 pessoas. Para grupos com quantidade superior, é necessário realizar agendamento pelo site ou telefone.

Horários de visitação:

Segunda-feira a sábado e feriados – Primeira visita às 10h e a última às 17h. Domingos, primeira visita no mesmo horário dos demais dias da semana, mas encerrando 1h mais cedo, às 16h.

 

Também na região, indico o almoço da Casa Madeira Delicatessen, restaurante que faz parte do grupo Casa Valduga e tem um magnífico Nhoque de Batata Doce com Filé Mignon flambado no Vinho branco (Que delícia!)

 

Caminhos de Pedra: Café, Mirante da Cascatinha e Casa da Erva Matte

Graças ao desejo de sempre querer conhecer lugares diferentes e poucos explorados, uma das paradas no meu segundo dia do roteiro previa a passagem por esse lindo caminho, que apesar de ser de pedra, assim como o nome, derreteu meu coração de alegria e gratidão.

Esperar encontrar por ali um café acolhedor, no quintal de uma casa simples, com um mirante e vista para uma cascata, não estava em meus planos. Mas é extraordinário quando somos surpreendidos.

Destaque também para deliciosa Cuca à venda na Casa das Cucas Vitiaceri, bem em frente a Casa da Erva Mate, um outro ponto bem lindinho e tranquilo dos Caminhos de Pedra.

 

Vinícola Don Giovanni (Pinto Bandeira)

Ansiedade! Essa palavra define bem como me sentia até conhecer pessoalmente uma vinícola diferente e especial.

Cidades da Serra Gaúcha: roteiro de sete dias

Conheci a Vinícola Don Giovanni através das lindas fotografias com a plantação de girassol e o pôr-do-sol do local, em algumas postagens pelo Instagram, que usavam hastag’s relacionadas à região.

Comecei minha pesquisa 2 semanas antes e defini que meu foco de visitação a uma vinícola seria a Don Giovanni. E esse foi o motivo do deslocamento até o município de Pinto Bandeira, em Bento Gonçalves.

Priorizando um processo de produção sustentável, aplicando a Biodinâmica em seu processo, a Don Giovanni não utiliza química, fabrica o próprio adubo, planta girassóis que auxiliam na manutenção dos frutos e distanciam as abelhas, e baseia-se no calendário lunar e solar, alcançando melhores resultados qualitativos durante a colheita.

Em seus pouco mais de 17 hectares que abrigam vinhedos, as caves, a loja e o espaço de produção, a Don Giovanni também possui um Casarão de 1930.

O local, que foi residência de seus antigos proprietários Ayrton Giovanni e Beatriz Dreher Giovanni, idealizadores da antiga fábrica de Conhaque Dreher, graças a receita trazida pelo avô imigrante de Beatriz, desde de 1997 dá lugar a uma Pousada super disputada para reserva. Afinal, estar na Don Giovanni não é apenas visitar uma vinícola. E tentar relatar um pouco da sensação que se tem quando percorre-se pelos vinhedos, se torna algo bem difícil.

Acho que uma imagem vale mais que mil palavras! Ou, mais de uma imagem….rsrsrs

Para visitação, é necessário realizar agendamento prévio através do site da vinícola.

 

Dia 3 – Gramado (Plano B)

Quando planejei o roteiro pelas cidades da Serra Gaúcha, havia reservado este dia para ir de carro até Cambará do Sul e conhecer os lindíssimos Cânions do Rio Grande do Sul. Mas fomos trolados pelo tempo ruim e decidimos continuar em Gramado, aproveitando um dia de chuva e frio pela cidade.

 

Rua Coberta

Uma rua cheia de boas opções para um café colonial, um almoço e até mesmo um jantar pela cidade. No final da Rua Coberta, também há uma Cervejaria, para quem gosta. (não é a minha praia…rsrsrs)

Cidades da Serra Gaúcha: roteiro de sete dias

Bem em frente a Rua Coberta, também está localizado o Palácio de Festivais, onde também fica o cinema da cidade, e que recebe anualmente o Festival de Cinema de Gramado.

 

Snowland

Um parque com atrações de gelo, que indico para quem ainda não conhece o local ou para famílias que tenham filhos. Eu gostei do Snowland, mas acho que a quantidade de atrações para entretenimento dos adultos não compensa pelo preço para entrada no parque. De qualquer forma, o lugar tem um pouco de encanto e me fez lembrar da que locais com neve me dão.

Além da pista de patinação, a Montanha de Neve e outros atrativos existentes, o interior do Snowland também conta com um Ice Bar e uma área exclusiva de jogos para todas as idades.

Para conhecer o Snowland, você pode adquirir o ingresso diretamente no site do parque ou através do site da TourOn.

Posteriormente, é preciso agendar o dia e horário da sua visita.

 

Restaurante Merlot

Impossível visitar as cidades da Serra Gaúcha e não comer um Fondue. Graças ao site O Laçador de Ofertas, que foi uma das excelentes dicas dos blogs Gramado Blog e Café Viagem, e que por sinal possuem excelentes roteiros pela região, eu consegui garantir ótimas promoções de alimentação pelas cidades!

Indico demais que você conhece um rodízio de Fondue na Serra Gaúcha.

Cidades da Serra Gaúcha: roteiro de sete dias

 

Dia 4 – Canela

Gramado ou Canela? Fiquei com essa dúvida na hora de escolher a hospedagem. Mas na minha opinião, as 2 cidades! Ambas podem ser perfeitas durante o dia ou a noite. E voltando um dia a Serra Gaúcha, quero experimentar a hospedagem por lá.

Amei Canela e achei que a cidade tem muito a oferecer, tanto para o dia, quanto para noite. Uma cidade perfeita para adultos, crianças, com diversos atrativos e ótimos lugares para explorar. Foi um dia maravilhoso do meu roteiro!

Museu dos Beatles

Comecei a explorar Canela pelo Museu dos Beatles. O Museu que está localizado logo no início de Canela, conta um pouquinho da história da banda que fez história para várias gerações, e ainda faz.

Para quem gosta da banda, eu super recomendo a visita. O interior do Museu não é muito extenso, mas o suficiente para te levar em uma viagem ao tempo, embalando a visita ao som das músicas clássicas dos Beatles.

Para conhecer o Museu dos Beatles, você pode adquirir o ingresso no site da TourOn, que é afiliado do blog e pode lhe ajudar a explorar melhor o seu destino.

 

Castelinho Caracol

Um lugar, digamos que meio peculiar, mas imperdível durante a passagem por Canela.

Esse achado no roteiro, dedico créditos ao meu marido, que também me ajuda muito durante as pesquisas de viagem e sugeriu de incluirmos o Castelinho Caracol em nosso dia em Canela.

Uma propriedade da família Franzen, o Castelinho Caracol foi uma das primeiras propriedades de Canela e teve sua construção iniciada em 1913 com madeira de araucária, pinheiro típico da região, sem o uso de pregos, com sistema de encaixes e alguns parafusos.

Obra de Pedro Carlos Franzen, marido de Luiza Sommer, a residência abrigou o casal e fez parte da infância de seus seis filhos. Com dezoito ambientes, a propriedade possui 2 pavimentos, sendo o primeiro onde está localizada a casa com quartos, cozinha, banheiro, uma sala de jantar e uma sala de música, e o segundo pavimento composto pelo quarto de costura onde suas filhas faziam os vestidos, uma área externa grande com muitas árvores, um riacho e um lago.

O destaque da visita ao Castelinho Caracol, é motivo de busca por muitos visitantes que frequentam o local, é a Apfelstrudel.

Apfelstrudel é uma torta de maçã de receita tradicional da família Franzen e exclusiva da região, que é comercializada na residência. Na aquisição, você pode escolher entre a torta tradicional servida com nata ou optar pela opção com sorvete de creme.

Mesmo com a tradicional torta de Maça, o que me chamou a atenção mesmo no Castelinho Caracol, foi a beleza única do lugar. Fiquei lá por pelo menos 1 hora.

 

Cascata do Caracol e Bondinhos Aéreos Parques da Serra

Na mesma estrada que dá acesso ao Parque do Caracol, localiza-se o Parques da Serra e os Bondinhos Aéreos, que permitem três níveis de vista privilegiada para os 60 hectares de área natural.

Um das vistas mais lindas proporcionadas pelo passeio dos Bondinhos Aéreos, é a da Cascata do Caracol ou Arroio Caracol, e que divide os municípios de Canela e Gramado, tendo sua nascente na parte urbana de Canela.

O percurso total realizado pelos Bondinhos Aéreos não possui limite de duração e dá acesso a três estações:

  • Estação Central: É aonde inicia o passeio, é a estação principal do embarque e desembarque, com lojas de souvenirs e um mirante com vista para os bondinhos que seguem até a Estação Caracol.
  • Estação Animal: Segunda estação do passeio, o local permite acesso a algumas trilhas do parque, também conta com um mirante e é espaço das Esculturas Que Falam, um espaço do artista plástico Masaharu Hata com esculturas talhadas em madeira e que reproduzem o som de animais.
  • Estação Cascata: A terceira e última estação do passeio, que permite o visitante chegar no ponto de visão mais próximo do parque para a Cascata do Caracol, que possui uma queda d’água de 131 metros. Nesta estação, também há um mirante e fotógrafos exclusivos do parque para quem deseja um registro especial no parque com a Cascata ao fundo.

Para fazer o passeio, você pode adquirir o ingresso para os Bondinhos aéreos com o meu parceiro TourOn, clicando aqui.

 

Alpen Park

Mais um dos lugares construídos na região de Canela, voltado para a curtição e alegria.

Além dos inúmeros Museus de Canela (Museu dos Beatles, Mundo a Vapor, Museu do Automóvel, Castelinho Caracol, Museu da Moda, Harley Motor Show, Dreamland – Museu de Cera, Museu Medieval, Reino do Chocolate, Mundo Encantado, Vale dos Dinossauros e muitos outros..) e do Parque Estadual do Caracol, no local é possível aproveitar também as atrações do Alpen Park, que possui ótima infraestrutura, estacionamento e um mirante, com a belíssima vista o vasta área verde dos parques da serra.

O Alpen Park oferece opções de ingressos individuais para cada uma das atrações, mas também é possível adquirir o passaporte, que permite o acesso livre em todas. Dentre elas, destaque para o “Trenó”, que foi o nosso favorito no local e é um carrinho que permite controlar a velocidade durante o percurso.

Você pode adquirir o ingresso do Alpen Park, diretamente no site da TourOn.

 

Catedral de Pedra e Centro de Canela

Um dos pontos mais disputados da cidade de Canela para fotografias, é a Catedral de Pedra.

A Igreja Matriz de Nossa Senhora de Lourdes, mais conhecida como Catedral de Pedra, que em 2010 ganhou o título de uma das sete maravilhas do Brasil, teve seu projeto de arquitetura iniciado em 1953 e foi baseado em estilo gótico inglês.

O título de uma das sete maravilhas do Brasil, rendeu para a Catedral de Pedra a linda iluminação em seu exterior, e que sem dúvida deixa a Igreja ainda mais bela do que é!

Após disputar com os demais visitantes um espaço para fotos no letreiro com o nome da cidade de Canela, localizado bem em frente a Catedral, eu fui conhecer o Brazilliano Café e Bistrô.

O Braziliano é famoso pelos belíssimos doces. Mas eu acabei ficando apenas no chocolate quente.

Ainda falando de gastronomia, na cidade recebi recomendação para visitar a Toca da Bruxa, uma pizzaria temática, que fica localizada bem em frente a Catedral. Mas infelizmente não consegui aguardar a abertura do local, que acontece às 19h e voltei para Gramado com meu marido e duas amigas que encontramos por lá, uma feliz coincidência.

 

Dia 5 – Gramado

Este havia sido o único dia programado para passar o dia inteiro em Gramado. Mas devido as condições climáticas como citei acima, acabou sendo o segundo dia pela cidade, e que começou com tempo bem ruim também.

Mas Gramado é sempre perfeito, independente do tempo ou estação do ano.

 

Lago Negro

Começando o dia pelo belíssimo Lago Negro, que possui lindas paisagens ao redor e também pedalinhos para um passeio divertido e romântico. Mas, mal dava para ver o lago. Então, paramos para um chocolate quente, e foi melhor do que eu imaginava!!

Além de experimentar o maravilhoso chocolate quente do Restobar Lago Negro, a parada ali foi perfeita porque quando saímos, o tempo já havia melhorado e frio diminuído.

Com a melhora no tempo, o céu abriu e eu consegui fazer lindas fotografias do Lago.

 

Mini Mundo

Visitar o Mini Mundo, é constatar que ainda temos a fantasia de criança dentro de nós. Um local encantado, com uma história de família linda e muito interessante.

O Mini Mundo foi o local dos sonhos de duas crianças, idealizado por um pai e um avô, que resolveram presenteá-las com um lugar repleto de fantasia. Inicialmente, a ideia era construir uma casinha de bonecas e um conjunto de castelos com trenzinhos, no jardim do Hotel Ritta Höppner, pertencente a família.

Mas, pensando em futuramente dividir o espaço do jardim do hotel que daria local a um mundo de fantasias com seus hóspedes, a família construiu também uma pequena cidade miniatura, populando-a com seus próprios sonhos e mini-habitantes.

Ao longo dos anos, o Mini Mundo foi sofrendo atualizações em sua estrutura com cenários do cotidiano e se mantém em constante crescimento, mantendo viva a alegria e magia dos tempos de infância.

O ponto alto da visitação ao Mini Mundo, é o horário da visita guiada, momento em que os visitantes podem conhecer um pouco mais da linda história do local.

O Mini Mundo está aberto diariamente das 08h30 às 18h, e o ingresso para visitação pode ser adquirido pelo próprio site do parque (http://www.minimundo.com.br/ingressos)

 

Rua João Alfredo Schnneidner

Lugar especial para quem visita a cidade de Gramado durante o outono!

Talvez pelas fotos não seja possível transmitir exatamente como eu gostaria, a beleza que as folhas das árvores desta rua proporcionam durante a estação.

Similares a folha presente na bandeira do Canadá, as folhas presente na rua João Alfredo Schnneidner possuem diversas cores e deixam a rua completamente linda!!!

Incluir a Rua João Schnneidner no meu roteiro, foi sugestão da minha querida seguidora e xará Patrícia Marco, que é fotógrafa também e atua com ensaios de casal nas cidades da Serra Gaúcha. E para quem desejar agendar um ensaio com ela, basta entrar em contato através do instagram @fotosemgramado.

 

Rua Torta

A famosa Rua Torta de Gramado está localizada nas proximidades da principal avenida da cidade (av. Borges de Medeiros), da Pizzaria Cara de Mau e recebe inúmeros visitantes diariamente, em busca de um registro no local.

Dica: Para conseguir pegar um melhor ângulo da rua torta em sua foto, fique mais na parte superior da rua na hora do registro.

 

Le Jardim – Parque de Lavandas

Em 2006 foi inaugurado na entrada de Gramado um parque de lavandas idealizado por um casal apaixonado, o Le Jardim ou Lavandário, como alguns chamam na região.

O parque está aberto a visitação de Terça a Domingo, das 9h30 às 17h30, possui estacionamento gratuito e a taxa de visitação pode ser paga no local (Para informações de preço atualizadas, consulte o site do parque: www.lavandas.com.br)

 

Templo Budista Chagdud Gonpa Khadro Ling – Três Coroas, RS

Desde que conheci a filosofia Budista no Brasil e também no Sudeste Asiático, sigo buscando conhecer também os templos existentes pelo Brasil. Antes de planejar uma visita as cidades da Serra Gaúcha, já tinha pesquisado algumas regiões com templos budistas e vou planejando, sempre que possível conhecer cada um delas.

Na Serra Gaúcha, no município de Três Coroas – RS, está o Templo Chagdud Gonpa Khadro Ling, um centro de budismo tibetano. Em tibetano, o nome do templo possui o seguinte significado:

Kha significa “céu”; Dro significa “mover-se”, “ir”, “dançar”; Khadro é a tradução de Dakini, palavra associada a um aspecto da energia iluminada na forma feminina. Já Ling significa “local”. Uma tradução possível para Khadro Ling, então, é “Morada das andarilhas do céu”.

O local é a sede sul-americana de uma rede de Budismo Tibetano e toda sua estrutura é mantida pela doação dos visitantes do local.
No templo, são oferecidos ensinamentos e práticas de meditação da tradição Nyngma do Budismo Tibetano Vajraiana, cuja origem faz parte do monastério Chagdug Gonpa fundado no século XV no Tibete, 
 Além do monastério do Tibete e da rede brasileira, a Fundação Chagdud Gonpa também possui centros nos Estados Unidos, Uruguai, Chile e Itália

 

Royal Trudel

Que delíciaaaaaaaa! Antes de viajar pelas cidades da Serra Gaúcha, eu já acompanhava as ótimas dicas do Gramado Blog, um blog especializado na região, e conheci por fotos os magnífico doce da Royal Trudel.

Uma espécie de churros gigante, o Royal Trudel possui diversas opções de recheio e foi eleito o melhor doce de Gramado (com certeza é!).

Casa da Velha Bruxa

Um dos melhores locais de Gramado para você tomar um delicioso chocolate quente!

A Casa da Velha Bruxa foi recomendação de uma amiga minha que já havia visitado a cidade e amou o espaço, além dos doces que são servidos no local, que fica ao lado da Rua Coberta, na Avenida Borges de Medeiros.

 

Cidades da Serra Gaúcha: roteiro de sete dias

 

Dia 7 – Gramado x Porto Alegre (A Partida)

Nunca imaginei que as cidades da Serra Gaúcha me renderiam tantas dicas e histórias para contar. Mas já imaginava as lindas paisagens da região, que recomendo muito à todos que visitem um dia ou repitam quantas vezes puderem.

Gramado, Canela, Bento Gonçalves, Garibaldi e todas as outras cidades por onde passei, com certeza possuem muito a oferecer no turismo pelo Brasil.


Em resumo, algumas dicas finais que ajudam para a composição no roteiro pela região:

  • Aluguel de carro – Realize uma cotação com a RentCars e obtenha os melhores preços para locação de um veículo (clique aqui)
  • Hospedagem – Minha hospedagem em Gramado, realizei pelo Booking 
  • Ingressos de Passeios e Tours – Você pode conferir todos as opções de roteiros e ingressos exclusivos para a região, disponibilizados pela TourOn.
  • Promoções de Gastronomia na Serra Gaúcha – Acesse o site Laçador de Ofertas e confira ótimas promoções em restaurantes pela região Sul do Brasil.

Se você desejar mais informações a respeito deste roteiro ou desejar alguma outra dica de lugares para conhecer, estou disponível para lhe auxiliar com esclarecimentos, seja aqui no blog ou através das minhas redes sociais. 🙂

 

Translate »